Água do mar hipertónica

 

O que é a água do mar hipertónica?

 

A água do mar hipertónica é o estado no qual se pode encontrar o líquido oceânico conservando as suas propriedades naturais graças ao protocolo AQP. Entre as suas principais características químicas, podemos destacar uma concentração de sais minerais de 33 gr/l, assim como uma osmolaridade de 2.400 mOsm.

Aplicações nutricionais da água do mar hipertónica

 

A água do mar hipertónica torna-se apropiada como complemento nutricional em situações de elevada necessidade eletrolítica, nas quais se veja alterado o equilíbrio hidromineral das nossas células. Além disso, é especialmente útil na reposição de oligoelementos fundamentais em baixas doses.

Água do mar pura: 78 elementos totalmente biodisponiveis

Desde um ponto de vista nutricional, atualmente, o nosso organismo não consegue extrair dos alimentos comuns todos os minerais necessários para o seu bom funcionamento.

Porém, recuperar o equilíbrio mineral é um fator indispensável para restabelecer o terreno biológico interno, e uma boa saúde integral.

Isto é possível graças à água do mar hipertónica, que aporta a totalidade dos minerais e oligoelementos necessários para a regeneração e nutrição celular de forma biodisponivel. Os minerais, compostos orgânicos e material genético armazenado na água do Mar formam uma matriz de informação biológica que nos ajuda em estados de carência e desintoxicação celular.

Investigações e estudos relacionados com o consumo de água do mar hipertónica
 
BALLESTER HERRERA, Manuel A.

“Modificaciones fisiológicas en deportistas derivadas de la ingestión de agua de mar microfiltrada y esterilizada I y II (2012)" Universidad Católica de Murcia

Segundo este estudo, a água do mar hipertónica microfiltrada a frio, favorece a recuperação da fadiga graças a:

  • Um aumento de sódio que permite evitar a hiponatremia hipotónica.
  • Um aumento do bicarbonato que evitará a acidose.
  • A facilitação das reservas de glúcidos a pedido do organismo.
  • Facilita a homeostasia hidromineral.
 

Água do mar hipertónica no desporto

 

Atualmente, as soluções hipertónicas são um grande recurso no desporto graças à sua capacidade de reposição eletrolítica. Devido à sudorese excessiva (na qual se produz uma hiperidratação em detrimento do componente mineral) era possível chegar a perdas importantes de sódio e como consequência, uma diminuição do rendimento físico. Neste caso, a água do mar hipertónica ajuda significativamente a recuperar estes minerais de forma natural.

Além disso, este aspeto tem maior importância durante periodos de alta intensidade em exercício e ambientes quentes. Tendo em conta que a taxa de sudorese média dos atletas é de 1,5 litros por hora, com uma concentração de solutos de 35-40mmol/l aproximadamente, uma sudorese excessiva pode levar a uma hiponatremia, hipovolemia e alterações na condução e concentração muscular com produção de cãimbras. Por isso, é de vital importância ter uma boa hidratação e mineralização.

Diversos estudos levados a cabo por experts da Universidade de Alicante e dos Departamentos de Prevenção Tratamento das lesões do Desportista da Universidade Católica de Murcia, demonstram a eficácia da utilização da água do mar microfiltrada a frio como aporte mineral 100% natural para fazer frente de forma imediata à hiponatremia hipotónica dos desportistas.

Produto relacionado